Já olhou dentro do seu armário – e de você – hoje?

Sempre amei estampas e tons vibrantes. Lembro que há algum tempo atrás, quando eu procurava uma peça lisa e básica no meu armário, nunca encontrava uma do jeito que eu queria, pois na hora das compras, optava por peças cheias de detalhes, cores e texturas – e pouco tempo depois já estava enjoada. Semana passada, quando estava arrumando meu armário, tive uma surpresa ao perceber que as coisas mudaram bastante e quis muito bater um papo sobre isso com vocês.

1

Essa foto aí em cima são das minhas t-shirts e fora duas cinzas que estão lavando, estão todas aí. E eu, que como contei lá em cima sempre fui a louca das estampas pouco a pouco fiz a transição pros tons neutros. Branco, preto e cinza são os queridinhos e azul marinho é uma cor que deixa a gente chic sem esforço.

Outra coisa que me chama a atenção é que pra chegar nessa quantidade que vocês estão vendo, reduzi no mínimo 1/3 do que tinha. Cada vez mais venho buscando qualidade ao invés de quantidade, influenciada pelo que tenho encontrado nas minhas pesquisas sobre minimalismo. Gosto cada dia mais também da metodologia e compartilhamento de ideias das consultoras de estilo da Oficina de Estilo. É incrível e vale muito a pena acompanhar o conteúdo do blog e do intagram delas.

Isso indica que quanto mais eu aprendo, mais isso influencia nas minhas escolhas e claro que isso se estende ao que visto, pois é também uma forma de comunicar quem sou e o que quero. A vida da gente vive mudando. Trocamos de trabalho, de relacionamentos, de interesses. Nada mais justo que o nosso guarda roupa se adaptar a todas essas fases. Não é porque um dia já gostamos de vestir uma coisa, que vamos ter que gostar pra sempre. É algo que leva tempo, mas há alguns meses venho mudando meu estilo e quanto mais básico, pra mim melhor. Claro que um básico com toque de interessância, mas ainda assim, o amor pela dupla calça jeans e t-shirt só tem aumentado.

A

Nesse tempo, percebi que a busca por peças atemporais tem tudo a ver com o comprar menos – ficamos mais críticas com a enxurrada de tendências a que somos expostas todos os dias. Observar tecido, corte e caimento passam a ser obrigatórios em peças básicas, porque o foco fica no vestir bem. Aí é só cuidar e dá pra fazer nossas roupas queridinhas durarem muitas estações. 

Pra quem como eu passou ou está passando por uma transição de ideias e estilo, é sempre legal buscar inspirações. Vai salvando tudo que vocês gosta e depois observe o que mais se repete. Essas são provavelmente peças que podem fazer parte do seu dia-a-dia. E não tem receita. Só você sabe o que é indispensável no seu guarda roupa. Por exemplo, quando estou buscando inspirações, já contei que sempre gosto daquelas mais simples possíveis, mas todas elas tem algo mais. Um colete, uma blazer, um colar, uma bolsa. Isso porque pra compor aposto em uma terceira peça e acessórios – isso mesmo antes da transição – que é no que mais invisto hoje em dia e por isso looks desse tipo não passam despercebido.

E não tenho regras pra vestir. Ainda gosto muito de estampas e não vou deixar de usar, mas elas ficam mais restritas a macaquinhos, vestidos e casacos. Ou às camisetas que por não terem manga prefiro usar com sobreposições.

Quis falar tudo isso pra propor um exercício bem simples: abra seu guarda roupa, veja quais são as peças, padronagens e tecidos que mais se repetem e como você gosta de usar. Com certeza eles dizem muito sobre você. Se vestir não é um ato isolado, né? A gente sempre quer passar uma mensagem e o jeito que nos apresentamos pro mundo diz muito mais sobre a gente do que pensamos! 🙂

Joulik para C&A

Já viram o alvoroço que tá rolando em torno da nova parceria da C&A? Falei por aqui que depois de tantas coleções, uma seguida da outra, acabei ficando bem cética, já que aparentemente não acontece um desenvolvimento real de peças pela marca que topa a parceria. Prova é que vemos muita coisa repetida, com qualidade duvidosa e a maioria das últimas coleções não tiveram boa saída e acabaram sendo liquidadas pouco tempo depois.

Mas aí a Joulik anuncia essa parceria e todo mundo volta a esperar novidades, pois a marca além de ter uma pegada jovem, moderna e descolada, ainda produz peças com muitos brilhos e paetês.

1

O desafio maior é traduzir a identidade e qualidade de uma marca que produz a mão – o que leva tempo e cuidado – para uma fast fashion que sabemos que visa uma produção rápida e em grande escala. Pode parecer que a conta não fecha, mas pelas fotos de divulgação me parece que conseguiram um meio termo bem legal. Agora é esperar pra ver ao vivo!

2

Não sou a louca do paetê, então as peças que realmente me chamaram atenção foram as do look do meio. Amei a t-shirt e o cinto de franjas. Com certeza são as peças que levando em conta meu estilo, valeriam meu investimento. Se você gosta de bordados, tá cheio de opções. Olha só:

PARTES DE CIMA

3

Além dos paetês, temos jeans, veludo e moletom. Interessante essa variedade de materiais e texturas né?! Pras mais basiquinhas como eu, várias blusas que funcionam como bases para compor produções.

7

VESTIDOS

4

Tá buscando um pretinho nem tão básico assim? Apesar da modelagem simples, tem pra vários gostos e estilos: jardineira com tecido imitando couro, veludo molhado e malha. Mais uma vez só vendo pra saber a qualidade, porque quanto mais básico, melhor tem que vestir e pra isso bom material e corte são essenciais.

PARTES DE BAIXO

5

Shortinhos de cintura alta, saia lápis todinha bordada e calças imitando couro. Gostei muito da escolha de cores de base: branco, cinza e preto. Além delas tem azul, esse verde lindo e alguns detalhes em dourado, prata e rosa.

ACESSÓRIOS

6

Sempre fico de olho nos acessórios, pois acho que são sempre um bom investimento. Tendo um bem poderoso, a gente pode sair de jeans e blusa branca e ainda assim conseguir produções cheias de interessância. Amei demais o cinto com franjas. Será que funciona em um look real? To pensando em arriscar viu?!

Deu pra ver que não tem nada muito baratinho, mas se pensarmos que são peças com aplicações, se tiverem uma boa qualidade, podem sim justificar os preços, que vão de R$49,99 a 499,99. Dia 31 de maio estarão em todas as lojas selecionadas e na loja virtual.

Essas são as peças da coleção que foram divulgadas. Quis colocar todas aqui já com preço, assim ajuda quem tá querendo comprar algo a pensar bem se combina mesmo com seu estilo e evitar compras por impulso que são comuns nesse tipo de coleção. Gostei muito de duas t-shirts e o cinto de franja e to considerando o investimento. O que acharam dessa coleção?

Meu look + o do boy: Casamento em Werneck

To muito saidinha, né? Mas é que abril foi cheio de eventos legais, com pessoas lindas, então rendeu alguns looks noite por aqui. Mas vamos ao de hoje, que estava esperando pra ser colocado no ar. É de um casamento em Werneck, cidade bem perto de JF e de amigos muito queridos!  Mesmo me arrumando na correria – só pra não perder o costume – quis compartilhar com vocês pra verem que dá pra se vestir bem gastando pouco! Quase tudo aí é de fast fashion.

novo

Make básica com esfumadinho e delineador, que vocês já sabem que amo. Na foto parece que o batom e o esmalte são do mesmo tom, mas o batom é mais escuro na verdade, puxando pro vinho.

loook

Vestido: Leader | Sapato: Santa Lolla | Bolsa: Renner | Batom: D for Danger, MAC

Quem acompanha o blog já percebeu que meus looks são 80% preto ou branco – ou os dois juntos. Amo e acho que conseguimos ficar chiques sem precisar de muito. Aí vale os detalhes: vestido bordado, tecido leve e com bom caimento, decote e sapatos metalizados, que estão super em alta.

costas

Mais uma vez optei pelas costas em destaque, o que sai bastante da minha zona de conforto e que estou começando a usar com mais frequência agora – uma das vantagens de emagrecer 🙂

bag

A bolsa vocês já conhecem e tá sendo meu vício. Adoro peças versáteis e que vão com tudo, porque são as que mais usamos e realmente valem o quanto a gente investe. Essa aí já se pagou, de tanto que uso. Os anéis gosto sempre de misturar e o truque é escolher estilos parecidos, que conversem. O com pedras pretas é da Renner – que sempre tem muita biju bonita – e o todo transparente é da Morana.

pent7

O cabelo eu gostei do resultado, mas foi feito no improviso. Fiz um rabo mais volumoso e prendi uma mecha de cabelo em volta pra esconder o prendedor e dar acabamento. Um pouquinho antes de sair resolvi pegar uns grampos e prender a ponta dos cabelos pra dentro e ficou um coque mais cheio, sofisticado e fácil de fazer. De frente não aparecia os grampos, mas quis mostrar de lado pra vocês verem como é simples e uma ótima opção pra dias corridos ou de bad hair.

lookloveTerno: Valentino | Camisa e gravata: Scaldini

Por fim, detalhes do look do boy, que eu escolhi 🙂 Poá é clássico e vai bem em produções masculinas também. Sei que muitos homens ainda tem preconceito e ficam sempre na zona de conforto, mas olha como funcionou bem a camisa com texturas e a gravata prata com bolinhas azul marinho? O terno pode ser aquele preto básico de sempre – o importante é ter bom corte. No início pode rolar uma resistência, mas depois podem ter certeza que eles não só aderem, como também passam a gostar tanto quanto a gente de poder brincar mais com os detalhes.

Apesar de amar estampas, confesso que opto mais por peças neutras, assim posso ousar mais na make e acessórios. Alguém aí se identifica?

O pássaro mais raro – e criativo – da moda

Quanto mais a gente admira algo ou alguém, mais difícil fica falar sobre né? Já tem algum tempo que quero recomendar pra vocês esse documentário lançado em 2014, mas toda vez que me sento pra escrever sobre ele, me faltam palavras pra descrever o quão incrível é e o quanto me tocou. Acho que muita gente já conhece, mas se você ainda não viu, corre pro netflix e pode me agradecer depois! 😛

Iriss

É fácil reconhecer o estilo de Iris Apfel, mas impossível copiá-la. Adepta do “mais é mais e menos é chato”, ela consegue fazer os mix mais interessantes que já vi. Sabe aquelas bijus que amamos? Iris mistura com peças exclusivas de alta costura e podemos amar ou odiar, mas não dá pra ignorar tamanha criatividade e visão em suas composições.

iris2

Fotos da revista Dazed & Confused

Designer de interiores, Iris já era reconhecida nesse meio quando resolveu abrir com o marido Carl Apfel – super fofo –  e um amigo tecelão a empresa Old World Weavers, especializada em tecidos com padronagem de séculos passados que ela não achava no mercado e que se tornaram queridinhos de grandes marcas, artistas e da Casa Branca.

Sem-Título-1

Foto de viagem – retirada do documentário

Novaiorquina, Iris viajou o mundo todo atrás de objetos e referências para o seu trabalho e quando ela mostra as roupas e acessórios de vários lugares por onde passou, é inegável o quanto ela absorveu e conseguiu brincar com toda essa profusão de culturas.

iriss

Quando jovem, a dona de uma loja que Iris frequentava lhe disse: ¨Você não é bonita, você nunca será bonita. Mas você tem algo muito melhor. Você tem estilo¨.

irisss1

Com mais de 80 anos, Iris Apfel se tornou ícone de estilo e reconhecida no cenário da moda. Em 2005 e 2006, foi convidada e teve autonomia pra montar do jeito que quisesse a exposição “Rara Avis: Selections from the Iris Barrel Apfel Collection” do Metropolitan Museum. Dois anos depois mostrou peças do seu guarda-roupa pro livro “Rare Bird of Fashion: The Irreverent Iris Apfel”. Em 2011 fez uma parceria com a MAC. Desde então, e já com seus 94 anos, Iris é super ativa e está sempre envolvida em algum projeto ou parceria e está em vários desfiles das semanas de moda.

Iris21Imagem da Exposição Rara Avis

iriis

Uma das coisas que ela diz que aprendeu com a mãe e que mais me marcou é que você poder ter um vestido preto e 50 acessórios, e terá 50 vestidos diferentes. Falo muito sobre o poder de um acessório aqui no blog e não poderia concordar mais.

braço

Poderia ficar aqui falando muito mais e nem assim conseguiria passar tudo que vi e absorvi desse documentário – e olha que já assisti umas 4 vezes – mas vale muito a pena, mesmo que você não aprecie tanto desing. É uma lição de vida tudo que ela fala e faz e principalmente é de uma beleza enorme cada cena. Quem já viu concorda comigo? Se alguém assistir me conta. Juro que são 79 min de puro amor!

Meu Look + Rolou em JF: Desfile Hall Store e Santa Lolla na Dommanni

Hoje o post tem dobradinha de look do dia e #rolouemJF. Semana passada aconteceu o desfile de duas grandes marcas, Hall Store e Santa Lolla, em parceria com a Dommanni. Pra quem ama design, seja de roupas, acessórios, móveis ou objeto de decoração, com certeza amou tanto essa ideia quanto eu, pois deu pra ver um pouco de tudo em um só lugar.

A Hall Store é uma loja super bacana, que consegue reunir as melhores marcas nacionais em um espaço agradável e charmoso. Foco total em moda feminina, com pegada casual. Santa Lolla todo mundo conhece, né? É uma das marcas queridinhas de sapatos e acessórios. Tem duas lojas na cidade e é uma das minhas preferidas. Muito antenada nas tendências, o que vemos na passarela sempre ganha uma versão inspirada e destaque em suas coleções.

Por fim, minha maior surpresa, a Dommanni. Não conhecia ainda e fiquei muito encantada. Eles focam na alta decoração com uma loja que possui três andares, sendo um deles todo de planejados, daqueles dignos de revistas. Pra quem tá construindo ou reformando, vale muito a visita e pode ter certeza que vão sair de lá querendo tudo.

O desfile foi organizado pela F.Works Produtora e dá pra ver tudo que rolou aqui e aqui nos cliques da Nayana Mamede. O conceito do desfile foi bem diferente de tudo que já vi em JF: as modelos andaram por toda a loja, passando por entre as pessoas, então dava pra ver de pertinho cada detalhe. Depois vou fazer um post com as tendências de inverno e comento um pouco mais do que vi por lá, ok?

O look que escolhi pro evento é um pouco diferente do que estou acostumada a usar, mas acho sempre bom sairmos da zona de conforto.

Look

Escolhi um vestido preto de tricô com a barra em couro e blazer capa, que sei que nem todo mundo curte, mas adoro e faz o look. Uma tendência que me pegou de jeito foi as coleiras. De início achava super estranho, mas já tenho uma prata e duas douradas e elas estão sempre fazendo parte das minhas produções.

det2

A bolsa vocês vão ver muito por aqui, porque além de super fofa, cabe minha câmera, então acaba sendo minha escolhida pra esses eventos. Pra quebrar um pouco o all black optei pelo scarpin de onça que também é queridinho no meu armário.

lookk

Vestido: Thelure | Colete Capa: Artsy | Sapato: Animale | Bolsa: Renner

Estou feliz em ver que JF está inovando e dando mais valor a moda e a eventos de qualidade. Essa parceria foi incrível! Quanto ao look, apesar de não optar muito por peças tão curtas e justas, até que curti o resultado. O que vocês acham?

Rolou em JF: Workshop Moda Digital

Trabalhar com moda e mídias digitais é muito mais transpiração que inspiração viu? Tudo muda em uma velocidade incrível e quem não se atualiza acaba ficando pra trás. Sempre digo que Juiz de Fora ainda precisa de mais iniciativas voltadas pra profissionais que estão inseridos neste mercado que só vem crescendo, então fiquei muito animada quando soube que teríamos o Moda Digital.

bb

O workshop aconteceu sábado passado e foi um dia agradável, cheio de gente interessante e conteúdo de qualidade. A parceira entre a jornalista e blogueira Talita Scoralick e a especialista em Mídias Sociais Susu Couto deu super certo. Pudemos discutir o perfil do novo consumidor que está cada vez mais exigente, seja para consumir produtos ou ideias.

aa

O bom relacionamento com esse consumidor que tem acesso a informações e produtos de todo tipo é essencial e deve ser bem pensado para que seja um diferencial. Em um mercado com tantas opções, se sobressai quem consegue cativar e fidelizar seus clientes, tornando essa relação positiva pros dois lados. Assim, as mídias sociais nunca foram tão importantes para quem quer ser visto e ouvido.

Poder enfim ter um espaço em JF para discutir todas essas questões e ainda poder trocar experiências com pessoas de diversas idades e realidades foi muito prazeroso. Conhecer novas estratégias para me posicionar em um mercado competitivo era meu objetivo e o pontapé inicial foi dado com a ajuda de todo mundo que estava lá.

cc

Espero que mais pessoas possam ter a oportunidade de conhecer a Talita e a Susu, que são super queridas e conseguem, em algumas horas, traçar um panorama de um mercado enorme e em constante expansão. Recomendo muito para quem precisa começar de algum lugar como eu. E que venham as próximas edições!

O inverno é delas

Falou da estação mais fria do ano todo mundo já pensa em tirar aquela bota que ta guardada no armário né? Pelo menos aqui em Juiz de Fora, choveu ou esfriou um pouquinho, só se vê botas andando pelo calçadão. Então pra quem ama esse calçado e tá sempre procurando uma opção a mais pra diversificar, saiba que essa temporada será das botas envernizadas.

A passarela da Dior foi tomada por elas em diversas cores e alturas de cano. Os saltos também chamaram atenção por serem de acrílico transparente ou coloridos.

bota1

As fashionistas brasileiras já apareceram com suas escolhas nas semanas de moda e aí dá pra gente ver na prática como essa tendência pode ser incorporada nos looks:

bota2

Claro que pro dia-a-dia a gente costuma procurar modelos mais “reais” e confortáveis. Aquelas de cano curto são uma ótima pedida e podem ser usadas em dias mais quentes também, combinadas com saia ou vestido.

bota3Falei nesse post aqui que sou mais clássica e prefiro as botas pretas. Mas para variarmos um pouco dá pra escolher modelos mais pesados, um bico mais pontudo ou arredondado, uma over the knee, aplicações como pelo ou spikes… as opções são infinitas!

bota4

Não acho que essa trend vai virar uma febre tão grande quanto a da over the knee, mas se combina com seu estilo e com as peças que você tem no armário, pode procurar seu modelo, pois várias marcas já estão apostando em suas versão e tem pra todos os bolsos viu?

Desejando: Louis Vuitton Métis

Comprar custa caro sim, mas olhar e sonhar é de graça né? Então vou colocar vocês pra desejarem comigo uma bolsa que está há algum tempo como queridinha nos street styles da vida e toda cada vez que vejo acho ainda mais linda: Pochette Métis, da Louis Vuitton.

LVMetis1

Pra começar sou apaixonada pela marca e sua história – qualquer dia conto por aqui – e apesar de muita gente não curtir o monograma que virou febre no mundo inteiro e se popularizou, sigo achando clássico e sofisticado e só aí ela já me conquistou de cara. Para completar, a Métis tem alças curta e longa, é compacta, mas pelo que vi nos reviews é espaçosa, estruturada, tem duas divisórias internas e um bolso externo traseiro que é ideal para colocarmos celular ou coisas pequenas que se perdem com facilidade.

metisLV

Outra coisa que adoro é ver como ela funciona com diversos estilos, indo do mais elegante e sóbrio ao mais despojado ou colorido e se sobressaindo em todos eles. Prontas pra surra de looks? #entendedoresentenderão

1

2

3Até agora falei só dos pontos positivos né? Mas é que pra mim ela só tem uma coisa desanimadora: o investimento pra adquirir uma dessa é pra lá de alto e infelizmente por enquanto vou ficar só admirando mesmo 🙂 Para quem ficou desejando uma, aqui no site da LV tem todas as informações. No Brasil o preço é quase equivalente ao dos EUA, sendo que lá não dá pra dividir. Já na Europa a diferença chega a ser de quase 2.500 reais para menos!

Quem mais entrou pro time das #baglovers?

Top 5: meus preferidos do Oscar 2016

Ontem foi noite de Oscar e não tem como não comentar os vestidos maravilhosos – ou não – que as celebridades desfilaram no red carpet. Então escolhi meus 5 preferidos pra mostras e comentar junto com vocês!

1

Olivia Wilde: sem dúvidas a preferida nas redes sociais! A verdade é que ela raramente erra e dessa vez não foi diferente. O Valentino branco, super decotado e plissado vestiu perfeitamente, e foi complementado pela coleira e o coque com tranças, ambos super em alta. E se na frente o vestido é bonito, mas nada demais, o destaque ficou por conta das costas que achei linda! A make seguiu a tendência bem natural que vamos ver muito ainda por aí.

2

Jennifer Lawrence: sabe aquele vestido que tinha tudo pra dar errado? Decote, transparência, renda, camadas, volume e calda, tudo junto e misturado… Só que no fim, ficou harmônico e bem chique. A combinação de nude e preto é clássica, mas os detalhes tiraram o Dior do lugar comum. Gostei do cabelo solto, mas acho que colocaria um brinco ou um cordão para deixar o look mais poderoso. E de novo, make na vibe “acordei linda assim”.

3

Rooney Mara: não é o tipo de look que todo mundo ama, mas adorei. Primeiro porque estou em uma fase white color muito forte e também porque esse Givenchy sai daquele lugar comum dos vestidos de Oscar. Adorei o trabalho do bordado, a gola mais alta e as mangas longas. A combinação da sandália com o vestido também me agrada demais e os recortes e fendas são em lugares estratégicos para valorizar ainda mais o corpo. Não curti o cabelo tão puxado pra trás e nem os mini coques, mas adorei o batom forte dando contraste a pele clarinha e ao vestido branco.

4

Saoirse Ronan: amo esse tom de verde e esse é um vestido que não só amei, como usaria hoje mesmo pra ir em uma festa. Apesar de não ser a maior fã de vestidos todo bordados, o dos canutilhos e a cor saem do lugar comum. O corte mais sequinho, marca registrada da Calvin Klein valoriza muito o corpo.  Gostei muito o brinco alongado, mas parece que são de duas cores diferentes – confere produção? – e isso quebra um pouco a sofisticação da joia. Gostei da make que segue a linha natural como todas as outras que vimos, mas prenderia o cabelo, talvez em um rabo despojado, pra dar mais destaque ao rosto.

5

Lady Gaga: por fim ela, que está me surpreendendo positivamente nos últimos tempos. Amei esse macacão com cauda feito por Brandon Maxwell e acho super apropriado para um Oscar, já que é uma noite que as celebridades podem sair do lugar comum. Esse decote estruturado me agrada muito, assim como a cor e o corte da peça. Não curti muito esse cabelo, mas é algo bem pessoal mesmo. De resto, Gaga é Gaga e pode usar o que quiser, mas que eu copiaria o look dela dessa vez, podem ter certeza!

Deu pra ver que estou in love por branco né? Vou falar disso em um post especial logo, logo. O que acharam? Faltou alguém nessa minha seleção ou tem algum que vocês não curtiram?

Karl Lagerfeld para Riachuelo

Não se falou em outra coisa hoje a não ser a parceira de Karl Lagerfeld com a fast fashion Riachuelo, que chegará a 143 lojas selecionadas da rede no mês Abril.

KLR

Gostem ou não de Karl e suas excentricidades, verdade seja dita: aos 83 anos o estilista continua fazendo história e está a frente da direção criativa de três marcas: Chanel, Fendi e Karl Lagerfeld – que é própria e tem um conceito mais popular se comparado as outras duas. E quem acompanha as semanas de moda internacionais sabe que a cada temporada ele se renova, surpreende e continua agradando!

KLG

A coleção contará com 75 itens e os preços variam entre R$ 49,90 e R$ 399,90. O ponto forte serão os acessórios inspirados na Choupette, gatinha de Karl. Já dá pra ter uma ideia do que vem por aí pelas fotos de divulgação:

Sem-Título-2

Sem-Título-1

Quando vi as fotos logo me lembrei dos monsters que tomaram conta das bolsas Fendi há algumas temporadas e viraram febre.

Como já falei por aqui, não fico mais muito animada com coleções para fast fashions, pois ultimamente parecem mais do mesmo! Mas Karl é Karl e como ele está a frente da criação dos acessórios da Fendi que são sempre meus preferidos, confesso que rolou um a curiosidade de conferir esta coleção – uma pena que não tem Riachuelo na minha cidade. Levando em conta o sucesso que a parceria com Donatella Versace fez to prevendo que vai tudo acabar bem rapidinho, então quem for conferir me conta o que achou, ok?!