Vale o quanto custa?

calc

Quando vamos comprar alguma coisa, surge o pensamento: Vale a pena pagar esse preço por essa peça?  Podemos – e devemos – analisar aspectos como o tecido, o acabamento, se combina ou não com outras coisas que temos no armário, se está na promoção…  pode ser que apenas um desses aspectos nos faça realmente decidir ou não por uma compra ou pode ser todos eles juntos.

Acho muito difícil responder pra quem me pergunta se uma compra vale a pena ou não, pois como citei aí em cima são diversos os fatores que influenciam na nossa decisão e isso é muito pessoal. O que posso dizer, é que adoto um pensamento baseado no que aprendi com pessoas que atuam como Personal Stylist e vou mostrar como é, acho que pode ajudar vocês tanto quanto me ajuda.

A conta é bem simples:

Divida o custo do que você quer comprar por 12, que é o número de meses do ano. O resultado te informa quanto a peça custará se você usá-la uma vez por mês, que é considerada uma frequência de uso ok.

Ex.: 120 (custo da peça) : 12 (nº de meses do ano) = 10 (custo/mês).

Então uma peça de 120 reais te custa 10 reais por mês se você usa ela pelo menos uma vez. Mas digamos que seja uma calça jeans e você acabe usando ela uns 10 dias por mês. Assim, a calça na verdade custa pra você 1 real por dia e passa a ser um investimento baixo em uma peça que você usa muito. Mas se você compra a mesma peça e usa uma vez no ano, o investimento de 120 reais acaba sendo alto.

Entenderam a lógica? Dessa forma, o valor da peça não está no quanto ela custa, mas sim no quanto você usa. 

No início parece meio complicadinho ou chato fazer essa conta, mas depois de um tempo vira um pensamento quase que automático e me ajudou muito a evitar compras desnecessárias… espero que ajude vocês também!

Sobre sonhar e poupar

poupar

Outro dia, passeando pela blogosfera, me deparei com esse post da Fran – do blog Morando Sozinha – sobre um desafio para 2015 de economizar dinheiro e realizar algumas das coisas que nos propomos a fazer todo início de ano.

Eis que me peguei pensando em como é difícil para mim poupar. E como acho que muita gente passa por isso, resolvi escrever sobre aqui no blog.

 Quando era mais nova, sempre guardava meu dinheiro pra usar com algo que quisesse muito, fora isso ele ficava guardadinho e eu tinha maior orgulho disso! Depois que comecei a trabalhar e ganhar um dinheiro que era conquistado, acho que tive uma sensação de que se tinha muito suor pra ter, eu merecia comprar as coisas que desejava. Porém, como a lista de desejos nunca acaba, de pouquinho em pouquinho eu acabava comprometendo toda a minha renda.

E dois dos meus maiores problemas:

  • usar cartões de crédito: se pensarmos bem, cartões nada mais são do que um dinheiro emprestado. Se a gente não pega empréstimo em banco todo mês, porque gastamos no cartão todo mês? Eles também têm altas taxas de juros!
  • a facilidade de comprar pela internet: como os e-commerces deixaram a gente mais consumista, né? Vemos algo e nem precisamos sair de casa para ter. E todo dia anunciam “descontos incríveis”, aí corremos o risco de comprar muita coisa sem precisar, só porque está “com aquele preço imperdível”.

Sempre achamos que uma comprinha ali e outra aqui não tem problema… Pois é, mas tem, porque quando vemos, de pouco em pouco gastamos muito e aqueles desejos realmente grandes ficam sendo adiados porque não pensamos neles todos os dias e sim em longo prazo.

E como mudar isso? Acho que não existem fórmulas mágicas, é preciso mudanças de hábitos e isso é um processo… Tem que querer muito e fazer acontecer.

Depois de muito arrependimento com gastos desnecessários, comecei a ficar mais atenta e consciente. Além de anotar todos os meus gastos para saber para onde meu dinheiro está indo, anoto também meus desejos e estipulo prazos e maneiras de cumprir. E essa listinha fica sempre a mão, assim vou tomando pequenas atitudes no dia-a-dia para conquistar um objetivo maior no final.

E espero que assim, em 2015, meus hábito financeiros se tornem mais saudáveis e eu consiga realizar aquelas coisas que são realmente importantes para mim! E vocês, estão conseguindo poupar?