APP: Katapakote

Para quem como eu compra muito em e-commerce e constantemente está esperando alguma encomenda chegar, com certeza vai adorar essa dica. Há muito tempo eu uso o aplicativo Katapakote e ele facilita minha vida.

1

Quando você abrir o aplicativo, terá a opção de usar três telas:

  1. Pakotes: é aqui que você vai ver a lista de cada pacote que você adicionar e suas informações. Nela você visualiza a descrição do pacote, o código de rastreio, a situação do objeto, o local onde ele está e o tempo desde a postagem.
  2. Cálculo de Frete: nunca uso, mas pra quem envia mercadorias deve ser útil.
  3. Sobre: é a página institucional do aplicativo.

2

Para adicionar um pacote – imagem 3 ~desculpem a ordem que coloquei – é só clicar no sinal de + e adicionar o número de rastreio do produto na linha de cima e uma descrição para ele na linha de baixo. 

Cada pacote adicionado possui as informações resumidas que expliquei acima e se você quiser mais detalhes, é só clicar em cima do pacote que você adicionou e vai abrir uma versão do aplicativo com as informações completas – imagens 1 e 2, ou então você pode escolher a opção de ver as informações no próprio site dos correios.

3

Aí vai abrir como se você tivesse visualizando do site mesmo e tem a opção do mapa que dá pra ver o trajeto que o objeto já fez.

O mais legal é que ele atualiza automaticamente e se você deixar as notificações ativadas, a cada novo status do seu pacote ele te avisa. Assim dá pra controlar melhor suas comprinhas, ainda mais as internacionais, que demora muito a chegar e a gente até esquece. Uso demais e recomendo!

Fazendo as malas: cruzeiro

Não importa o destino, arrumar malas é um desafio para a maioria das pessoas que eu conheço. Como é verão e as férias estão aí, resolvi tentar ajudar os indecisos nesta missão. Para isso, o blog ganhou uma nova categoria: Fazendo as Malas. Hoje temos a primeira edição, com dicas para quem vai embarcar em um cruzeiro! Enjoy!

Dicas gerais:

  • Vista todas as roupas que pretende levar, veja se estão lhe caindo bem e se ficará à vontade com elas. Isso é o mais importante, pois assim você leva realmente só o que vai  usar.
  • Coordene suas peças. Já ouviu falar que 1 peça de baixo deve combinar com 3 de cima? Não é regra, mas pode te ajudar na hora de escolher o que vai e o que fica.
  • É comum que os passageiros recebam a programação de tudo que vai acontecer em sua viagem marítima com antecedência. Você deve se basear nestas informações, assim vai saber se terá shows, jantares de gala, festas temáticas e outros eventos.
  • Prefira roupas de cores neutras e claras e escolha tecidos leves que não amassem. Já os acessórios podem ser bem coloridos!

Vamos lá?

acessorios

Claro que óculos escuros não pode faltar! Pegue seu preferido e coloque na mala… Escolha também lenços coloridos, eles ficam bem na cabeça, pendurados em bolsas e dá pra usar de pareô – falei deles neste post aqui. Para viagens praianas eu prefiro sempre levar bijus mais leves e delicadas, que não incomodem. E os chapéus – falei deles também aqui – além de protegerem do sol dão uma sofisticada no visual.

bolsas

Prefira as básicas e versáteis. O formato box é ótimo, pois apesar de compacto cabe bastante coisa. As clutches são ideais para levar só o essencial. Já para a praia, prefira as bolsas que dobram, pois ocupam menos espaço.

beleza

Filtro solar sempre!! Esse não pode ficar de fora da sua necessaire de jeito nenhum. Makes: dê preferência para produtos de longa duração e tente adotar um visual mais natural e despojado… se gostar, use batons alegres ou de cores mais escuras como vermelho e vinho, que estão super em alta. Esmaltes claros em viagem também são ótimos, pois duram mais, não evidenciam tanto quando começam a descascar e vão bem com qualquer look.

partes-de-cima

Escolha peças com detalhes ou cortes que valorizem teu corpo e prefira tecidos leves e de algodão, pois são mais fresquinhos. Para quem gosta de cropped, pode aproveitar… eles ficam lindos quando combinados com peças de baixo de cintura mais alta. E para os dias mais fresquinhos ou noites, que tal uma camisa jeans?

partes-de-baixo

Shorts com pegada vintage são super despojados e tem a cintura mais alta, que fica ótimo com biquínis… os brancos são sempre uma boa pedida e vão com tudo. Saias com estampas étnicas têm tudo a ver com verão e as de modelagens mais soltinhas são confortáveis e fáceis de combinar.

partes-inteirasO primeiro vestido é uma opção para a festa de gala que os cruzeiros costumam ter… viram que o tecido é leve, a cor é linda e o corte simples? Dá pra ser elegante sem bordados e paetês, é só escolher os acessórios certos. Na outra ponta tem vestido longo estampado, que alonga e é confortável. Já os curtos e macaquinhos ideais para o verão… com estampas bonitas ou cores de impacto deixam o look mais divertido. O macacão longo é uma opção legal para um jantar e vai bem com salto ou rasteirinha… é só completar com acessórios bonitos e uma clutch e voilà, você está pronta e muito elegante!

sapatos

As rasteirinhas são a melhor opção para cruzeiros e lugares de praia, pois ficam apresentáveis sem perder o conforto. Chinelo sempre tem que ter né? Se não quiser usar dentro do cruzeiro, leve pelo menos para as paradas que você irá fazer nas praias. Tênis ou alpagartas, você escolhe o que prefere… qualquer uma das duas opções é boa para as paradas que o cruzeiro faz, pois como você geralmente só tem um ou dois dias para conhecer as cidades, vai ter que andar muito. E por fim, uma sandália de salto para as festas mais sofisticas que acontecem dentro do cruzeiro. Uma só é suficiente e se for neutra, vai combinar com todas as peças que está levando!

saidas-de-praia

Existem mil modelos de saídas de praia… Adoro essas mais longas de renda, ficam super arrumadinhas e com cara de rycah – Rs! Para quem prefere as curtas, as estampas ou bordadas são super alegres e combinam com o verão.

beachwear

E agora o que não pode faltar em sua mala: beachwear! Eu acho maiô e hot pants lindos, mas sei que muita gente não usa por causa da marca que eles deixam…. o cruzeiro é uma ótima ocasião pra matar a vontade, pois existem ofurôs, sauna e outros espaços que pedem roupa de banho, mas são cobertos. Para os biquínis vele o mesmo que as roupas, escolha peças que podem ser coordenadas, assim você terá mais opções.

Quem tiver mais dicas de como fazer malas funcionais ou esteja de viagem marcada e precise de ajuda, deixe nos comentários, pois vamos ter mais edições de Fazendo as malas por aqui.

Armário cheio x funcional

Sem-Título-2

Lembram desse post onde contei sobre minha meta de poupar mais esse ano para realizar coisas que sempre quis e acabo deixando pra depois? Pois é, uma das coisas que percebi, é que pra gastarmos menos com roupas, sapatos e acessórios, precisamos ter sempre um armário organizado.

Pode parecer besteira, mas um armário muito cheio aumenta nossa sensação de “não termos nada para vestir”, pois acabamos usando só as roupas que estão mais visíveis e esquecemos de outras que ficam escondidas no fundo das prateleiras ou gavetas. Quem nunca achou uma peça que nem lembrava que tinha em um dia de arrumação?

Como segunda-feira eu entro de férias – ebaaaaaaa!- está aberta a temporada de organização aqui em casa! Procurei algumas dicas para termos um armário mais funcional que vou dividir hoje com vocês e depois mostro o antes e depois do que eu fizer aqui no meu, tá?

No geral:

  • Antes de começar a arrumar, tire tudo do armário e separe sempre suas roupas, sapatos, bolsas e demais acessórios em três pilhas: guardar, doar e arrumar. Essa última é para aquelas peças que precisam de conserto e que só devem voltar para o armário depois de prontas, assim a gente não esquece de arrumar.
  • O que você usa com mais frequência deve ficar mais acessível, mas sem esconder nada, tudo precisa ser visto para não correr o risco de não ser usado.

Roupas:

  1. Experimente todas as peças e decida o que vai e o que fica. Com o tempo, nosso gosto sempre muda e aquela roupa comprada por impulso ou porque era o hit da estação pode não ter mais nada a ver com a gente. Neste momento, adote o seguinte pensamento: se em um ano você não usou a peça pelo menos 1x, é provável que não vá usar mais! 
  2. Compre cabides do mesmo tamanho e cor, isso deixa o armário visualmente mais harmônico e facilita na hora de organizar. O ideal é que cada peça fique em um cabide, mas se não der, agrupe por peças do mesmo tipo, assim você saberá o que está por baixo.
  3. Separe tudo que está na pilha de guardar em categorias: roupa de frio, de calor, de ficar em casa, de festa, de trabalho. Depois decida onde vai ficar cada tipo: calças, blusas de manga curta/longa, vestido curto/longo, etc… Dessa forma, você já vai saber onde está cada coisa na hora de se arrumar.
  4. Agrupe as peças por cor, assim quando for montar um look você já sabe o que precisa e onde pegar.
  5. Lembre-se que roupas de tricô, por exemplo, não podem ser penduradas para não deformar.

Sapatos:

  1. Guarde sempre o par junto, isso evita que você fique procurando onde está o outro pé na hora de sair de casa.
  2. Separe por grupos, assim como as roupas: salto, sapatilha, tênis, botas, chinelos… Depois por frequência de uso e cor. Por exemplo, no meu caso, sandálias de festa e botas de cano alto são menos usadas que sapatilhas. E as sapatilhas de tons neutros, por sua vez, são mais usadas que as estampadas, por isso coloco elas mais visíveis e fáceis de pegar.

Acessórios:

  1. Separe: bijuterias de festa, brincos pequenos/grandes, cordões pequenos/longos/maxi colares, anéis, pulseiras e relógios. Guarde em caixas, saquinho, gavetas, o que achar melhor, mas sempre em grupos.
  2. Bolsas: coloque enchimentos para evitar que percam o formato e separe por cor, formato e/ou tamanho. 

 Obs:

  • Mantenha seus sapatos e bolsas sempre limpos. Como são itens que não lavamos a cada uso como as roupas, podemos deixar para higienizar depois e na hora de usar, encontrarmos alguma mancha ou sujo. Eu, por exemplo, vivo tendo que limpar manchas de jeans das minhas bolsas.

E não se esqueça: quanto mais organizado seu armário ou closet estiver, mais você vai ver e usar o que você tem e menos vai sentir necessidade de comprar.

Por hoje essas são as dicas que pesquisei por aí. Daqui a uns dias mostro pra vocês como fiz minha organização!

Wishlist for 2015

post2

Pela primeira vez no ano passado eu fiz a famosa lista de resoluções para o ano que estava vindo… Aí chegou o fim do ano e quando eu fui ver o que tinha cumprido daqueles desejos todos: FAIL! Pois é, eu cumpri uma ou duas coisas, mas a maioria ficou sem fazer – até porque a lista era bem subjetiva!

Acho que a maioria das pessoas sofre do mesmo mal, né? Por isso, quando vi a reportagem que May Groppo, uma consultora que escreve para a revista argentina OhLaLá fez, achei bem legal a proposta dela! Todo ano ela se faz 22 perguntas sobre o ano que passou pra avaliar não só o que fez ou deixou de fazer, mas também o que influenciou para isso.

Como a lista é grande, eu selecionei só 10 perguntas para ajudar a gente a reviver 2014 e levar em consideração esses pontos pra vir com tudo em 2015:

  1. O que fez que nunca tinha feito?
  2. Cumpriu suas resoluções do ano passado?
  3. Que lugares ou países visitou?
  4. O que você queria muito que conquistou esse ano?
  5. O que você queria muito que ainda não conquistou?
  6. Qual foi seu maior investimento?
  7. Para onde foi a maior parte do seu dinheiro?
  8. Mudou algo no seu modo de vestir e se cuidar?
  9. O que te fez mais feliz este ano?
  10. Que lição valiosa você aprendeu?

Além dessas perguntas que me ajudaram muito, procurei traçar metas bem realistas e diretas, assim fica mais fácil focar e conseguir realizar. E aí, vocês já fizeram a wishlist de 2015? Corre que ainda dá tempo!

PS1.: Quem quiser ver a lista completa, com as 22 perguntas, a May Grappo postou no twitter dela (@muygrappo).
PS2.: Um ano lindo para todos nós… Minha mãe sempre dizia que ano ímpar dá sorte, então espero que 2015 seja recheado de pessoas especiais, momentos felizes e muitas conquistas!