Elas estão de volta?

Quando eu era beeem pequena, minha mãe me deu uma sandália da melissinha… lembro que ela já quase andava sozinha de tanto que eu usava, e só parei de sair com ela pra todos os lados quando ela deu o último suspiro. Isso eu devia ter uns 4 anos mais ou menos. Desde então eu tive alguns sapatos da marca e no auge da minha adolescência era a maior febre… as meninas tinham coleção de Melissa, o que não chegou a ser meu caso. 

A marca, que já fez parcerias com grandes nomes da moda como Alexandre Herchcovitch, Pedro Lourenço, Isabela Capeto, Karl Lagerfeld e Vivienne Westwood e até com outros profissionais da área do design como os irmãos Campana, me parece ter passado por um reposicionamento no mercado há algum tempo. Apesar das muitas releituras, estão chegando novos modelos também e claro que a gente fica curiosa pra ver, né?

Em Juiz de Fora as lojas foram todas reformadas e até inauguraram uma bem grande no Independência Shopping… Já fiquei várias vezes olhando a vitrine por lá, mas nunca tinha tido a curiosidade de entrar, até agora. Comecei a reparar em um modelo que anda aparecendo – timidamente ainda – em pezinhos por aí.

Se trata da Flox, que possui duas versões, a rasteira e a high.

rasteira

 O modelo é simples e na mão a gente não dá muito por ele, mas no pé eu gostei!

baixa

E algumas produções com ela… só achei looks legais pra mostrar pra vocês na transparente e na preta, mas existem várias outras – dá pra ver aqui. E esse modelo está custando R$ 130,00.

E a Flox High 

high

O salto, como dá pra ver, não é tão alto… acho que dá pra usar no dia-a-dia tranquilo.

E ela no pé! Ainda fico com um pouquinho de dúvida se gosto ou não… acho que tenho que experimentar pra saber com certeza, mas gostei bastante dela nesses looks aí:

alta

Tem várias cores também e dá pra comprar online aqui. Custa R$160,00.

E as Melissas de antigamente machucavam bastante, né? Acho que isso também é algo que mudou na marca, pois vi várias pessoas falando que os dois modelos são super confortáveis, o que pra mim é o ponto mais positivo, porque todo sapato me machuca em algum lugar e tenho a maior dificuldade de achar um que eu realmente possa usar o dia todo. 

Tô pensando em experimentar os dois modelos e ver o que acho no meu pé… E vocês, o que acham? Sim ou não pra Flox?

Inspiração: coque no verão

Sabe aqueles dias que o cabelo acorda péssimo e a gente não sabe o que fazer? Se for no verão então, com esse calor, já saímos do banho suadas e doidas pra prender a cabeleira, né? Mas pra não perder o charme, eu sempre aposto nos coques, ficam super bonitos e deixam a gente mais digna pra encarar os compromissos diários.

Separei algumas ideias e dá pra fazer em casa – se eu que sou péssima com penteados consigo, você também vai!

bagunçado

Bagunçado: não tem mistério… é só enrolar o cabelo mais soltinho e prender, com o tempo ele vai caindo e se ajeitando. Fica mais bonito em quem tem cabelo repicado, pois dá essas pontas irregulares.

alto

Alto: tá usando muito esse coque bem no topo da cabeça! Dá pra prender com uma buchinha da cor do cabelo mesmo, faz um rabo de cavalo bem alto e enrolar. Depois é só ajeitar com os dedos que o cabelo dá uma caidinha e esconde a buchinha.

com-topete

Alto com topete: esse é mais legal pra festas… tem que fazer o topete primeiro e usar bastante fixador. Aí faz o coque separado e prende. E dá pra usar os donuts de cabelo igual neste vídeo aqui. São bem baratinhos e quebram o maior galho.

arco

Com arco: adoro! São super fáceis também e ficam arrumadinhos. Coloca o arco, puxa pra frente pra fazer esse mini topete. Aí é só prender do jeito que gostar mais… Parece que ela usou uns bumpers pra dar volume entre o arco e o coque, mas eu prendo direto e dá certinho.

presilha

Com presilha: Esse é a mesma ideia do arco, colocar algo que incremente o coque. É só prender do jeito que quiser e colocar a presilha num lugar de destaque… pode ser como na foto ou na parte de trás do lado do coque, que também fica lindo.

lateral

Com trança lateral: fica parecendo que deu muito trabalho, mas rapidinho dá pra fazer… é só pegar uma mecha lateral, trançar e juntar com o resto do cabelo. Depois enrola e prende com grampos.

traça-atras

Trança toda presa: esse da foto parece que ela fez os detalhes com grampos, mas eu geralmente faço com o cabelo todo trançado e dá o mesmo efeito. Eu pego todo a cabelo, faço uma trança normal e depois enrolo e prendo, pode ser com buchinha mesmo, que segura mais.

Os coques sempre me salvam, principamente quando tá muito calor ou quanto tenho alguma festa, que quase sempre vou de cabelo preso. No dia-a-dia não uso fixador e faço quase sempre com buchinha mesmo. Se for pra sair a noite, aí prendo com grampos que acho que fica mais bonitinho. 

Gostaram? Façam em casa e depois me contem o que acharam!

Inspiração: chapéu no verão

Se tem uma coisa que bomba lá fora, mas aqui no Brasil não pegou até hoje, apesar do clima tropical, são os chapéus. E em Juiz de Fora então, se você sair por aí com eles, vão te olhar como se estivesse com uma melancia na cabeça – rs!

 Sem-Título-1

O fato é que hábitos são culturais e a moda tem tudo a ver com isso! Não estamos acostumados a usar chapéu no dia-a-dia, seja para proteção ou como acessório. Quem sabe vendo os looks abaixo a gente se inspire… Eu acho lindo. E ao contrário do que muita gente pensa, não é pra ser usado só pra praia, na cidade também vale, quer ver?

Com vestidos: a peça que mais uso no verão. É prático e você fica arrumada sem muito esforço. Os chapéus pretos são coringa, mas nesse modelo grandão da primeira foto, eu sempre prefiro os claros. Na última foto, o modelo da Chiara tem uma pegada meio cowboy que poderia ter ficado demais, mas combinado com o vestido preto deu super certo.

vestidos4

Com shorts: Adoro quando chapéu tem detalhes como esse da primeira foto, deu até pra fazer mix de estampas com o floral dos bolsos sem ficar over. Olha a Chiara aí de novo… essa blusa é mais invernal, mas gostei tanto do boné que resolvi incluir ele na minha seleção! A cor é linda e deu um ar descolado sem ficar masculino, o que pode acontecer quando se usa essa peça. O último chapéu é marrom e fica super bonito também, é uma opção legal para quem quer fugir do bege e do preto que estamos mais costumadas a ver.

short3

Com peças estampas: as mais democráticas são o poá, o floral e as listras. Quando penso em chapéu de palha, sempre lembro daqueles de quadrilha que a gente usa quando é criança – rs! Mas esse da primeira foto ganhou meu coração, o look todo ficou mais charmoso com a escolha do chapéu e dos outros acessórios. Tão vendo esse do meio? Ele é azul marinho e também é uma opção para quem quer fugir do preto. E no último look, aquele modelo mais tradicional, mas que eu adoro e acho o mais democrático.

estampas2

Gostaram? Então é só escolher um desses modelos, vestir seu look preferido e sair por aí, sem medo de ser feliz! 

Receitas: Salada Marroquina

O verão tá aí e com as altas temperaturas, a gente acaba querendo só sombra, água fresca e uma comidinha bem leve e gostosa para sobreviver a esse forno que está Juiz de Fora. Acho que nunca tinha sentido tanto calor nesta cidade! Como eu adoro cozinhar, hoje trouxe uma receita muito fácil de fazer e que tem aqui em casa pelo menos uma vez por semana.

salada

A primeira versão é a “original”, mas como eu não gosto de maçã na comida e não sou muito chegada a pimentão, eu modifiquei toda a receita e fiz uma salada marroquina à la Isabela – rs! – que fica muito boa também. Confesso que não sigo receita, eu coloco os ingredientes nas quantidades que eu acho que tá bom, mas para quem fizer a primeira vez e quiser ser mais preciso, as quantidades abaixo rendem 10 porções.

receita-certa

 Fica ótima, mas prefiro a minha versão!

receita1Mais fácil que isso não tem né? Rende muito e fica gostosa demais! Quem fizer em casa me marca no facebook ou no instagram com a #espiraldereceitas, vou adorar ver vocês fazendo minhas receitas favoritas.

O biquíni do verão 2015

Quem acompanha as tendências praianas, já deve ter percebido que os biquínis com recortes, modelagem retrô e cores florescentes estão tomando conta das areias.

bikini5

Subs1

Com essa pegada, a marca Triangl se tornou a preferida das fashionistas gringas. O diferencial das suas peças fica por conta do material, o neoprene, que por ser derivado de borracha possui grande maleabilidade e resistência – é com ele que são feitos os macacões de mergulho.

bikini-final

O mais legal desse material é que quem tem seios grandes como eu, pode se sentir mais confortável, pois eles dão boa sustentação, sem apertar.

Subs

Já para as amantes de partes de baixo pequenas, terão dificuldade em se acostumar. Como a modelagem é americana, as calcinhas são bem maiores do que estamos acostumadas a ver nas praias brasileiras! A atriz Giovanna Ewbank apareceu esses dias usando o dela, mas com a parte de baixo abrasileirada.

bikini7

Os biquínis da Triangl custam US$ 89 (uns R$ 250,00), mas a boa notícia é que os chineses – sempre eles – já fizeram suas versões e são beeeem parecidas, viu? Custam a partir de US$ 6,50 (R$ 18 reais) – sim, você está lendo certo. Claro que o material não é o mesmo, mas dá pra matar a vontade. E algumas versões já são com uma calcinha menor!

bikiniali

Para comprar em sites internacionais é aquela coisa, né? Tem que ter paciência, ver direitinho a tabela com os tamanhos, medir e converter, verificar a recomendação dos vendedores, mas no fim costuma dar certinho se seguir esses passos.

PS1.: Quem quiser conhecer mais da marca Triangl, eles vendem online neste site.
PS2.: Já para quem quiser se aventurar no aliexpress, é só clicar aqui.

Como usar: Pareô

Traje típico do Haiti, pareô nada mais é que um pedaço de tecido com o qual se pode fazer diversas amarrações ao redor do peito ou da cintura. Ele é perfeito para o verão e muito prático – você só vai precisar de um lenço grande e muita criatividade.

Olha na passarela que combinações lindas?! Tipos diferentes de amarração e de comprimento. E viram como fica super legal combinar vários estampas no mesmo look?

imagem1

imagem2

Não só na passarela é possível fazer misturas legais. Para um look mais real, tente combinar aquelas estampas que a gente tanto ama: flores, listras e poá.

substituir0

Para quem trabalha em ambientes que permitem uma maior ousadia fashion, é possível combinar o pareô com tecidos mais nobres, peças de alfaiataria ou camisas. Só tenham cuidado com o comprimento e o tipo de amarração escolhida para não ficar muito informal.

substituir1A blogueira Carol Burgo usa muito e já até fez um vídeo ensinando com amarrar aqui.

Se for para bater perna ou almoçar com as amigas, aí sim os curtinhos são uma boa opção.

substituir2

E olha a Carol aí de novo: adorei essa combinação de t-shirt, pareô e tênis, muito despojada e divertida.

substituir3

O cropped, que caiu no gosto das brasileiras e reina absoluto há algumas estações também fica super lindo com aquele lenço que você pode ter guardadinho em casa. Sabe como? Esse look da Camila Coutinho tá aí pra te mostrar…

substituir4

Viram como o pareô é versátil? Agora que já temos inspirações, é só colocar em prática!